Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Microsoft tem recorde de faturamento e se mantém acima da Apple

Com sistema operacional Windows 7, empresa bateu seu próprio recorde trimestral e anual de receitas e permaneceu acima da rival

EFE |

A Microsoft anunciou nesta quinta-feira que o sistema operacional Windows 7 permitiu à empresa bater seu próprio recorde trimestral e anual de receitas, o que a mantém acima da rival Apple, que já superou a companhia fundada por Bill Gates em valor de mercado. A Microsoft informou que em seu último ano fiscal (fechado em junho) lucrou US$ 18,76 bilhões, 28,7% a mais que no anterior. Nesse período, seu faturamento foi de US$ 62,484 bilhões, 6,92% a mais que no ano anterior e o mais alto jamais atingido pela companhia.

Esses números evidenciam o renovado interesse dos consumidores pela tecnologia agora que a crise retrocede em muitos países, assim como a decisão das companhias em voltar a investir nesta área. Só no quarto trimestre do ano fiscal (abril, maio e junho), a Microsoft teve lucro de US$ 4,518 bilhões (US$ 8,82 por ação), número 48,37% maior que um ano antes. Nesses três meses, o faturamento foi de US$ 16,039 bilhões, 22,44% a mais do que entre abril e junho do ano passado.

É o segundo recorde consecutivo de receitas trimestrais conseguido pela empresa. As cifras positivas se devem em grande parte às vendas de seu sistema operacional Windows 7, do qual 175 milhões de licenças foram vendidas desde seu lançamento, em outubro de 2009, deixando para trás o fracasso do Windows Vista.

As vendas do Windows 7 no trimestre somaram US$ 4,548 bilhões, contra US$ 3,169 bilhões um ano antes (crescimento de 43,5%), enquanto as do pacote Office e de outros softwares para empresas passaram de US$ 4,567 bilhões para US$ 5,25 bilhões (avanço de 15%). O faturamento da Microsoft entre abril e junho ficou acima dos US$ 15,27 bilhões calculados pelos analistas e dos US$ 15,7 bilhões da Apple, que divulgou suas contas na terça-feira.

A Microsoft ainda não ofereceu previsões de faturamento para o próximo trimestre, mas a Apple divulgou na terça-feira passada que está a caminho de acumular receita US$ 18 bilhões entre julho e setembro. No fechamento da bolsa eletrônica Nasdaq, em Nova York, onde as duas companhias negociam ações, a Apple superava a Microsoft em valor de meracdo, com US$ 235,94 bilhões contra US$ 226,46 bilhões.

Leia tudo sobre: MicrosoftApple

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG