Companhia informa que a vai participar da segunda etapa do processo de compra de computadores educacionais do governo federal

A Hewlett-Packard (HP) terá computadores de baixo custo para competir com a fabricante brasileira Positivo e tentar assumir a liderança do mercado brasileiro de computadores. O objetivo da companhia é atingir a classe C, fatia da população que está ascendendo em termos de consumo e ganhando poder aquisitivo.

"Já entendemos que é uma característica do mercado brasileiro e vamos garantir que o consumidor tenha uma opção de compra mais barata", afirmou o presidente da HP, Oscar Clarke. Para ele, esse é o passo que faltava para a empresa assumir a liderança no mercado brasileiro de computadores.

Em entrevista a jornalistas hoje, em São Paulo, Clarke informou ainda que a HP vai participar da segunda etapa do processo de compra de computadores educacionais do governo federal. A HP desenvolveu um equipamento específico para o mercado educacional.

O cronograma inicial do governo previa o início do processo de compra no fim de maio mas, de acordo com o executivo, deve acontecer apenas no mês de junho. Segundo o plano do governo, serão liberadas linhas de crédito no valor total de R$ 600 milhões para os Estados comprarem equipamentos dentro do projeto "Um Computador por Aluno (UCA)".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.