Tamanho do texto

Paris, 21 jul (EFE).- A greve dos controladores aéreos franceses, na qual participa entre 30% e 50% dos convocados, causou nesta manhã o cancelamento de voos previstos e o fechamento de vários aeroportos.

Paris, 21 jul (EFE).- A greve dos controladores aéreos franceses, na qual participa entre 30% e 50% dos convocados, causou nesta manhã o cancelamento de voos previstos e o fechamento de vários aeroportos. A Direção Geral de Aviação Civil (DGAC) indicou que o cancelamento de voos era antes do meio-dia "conforme" as indicações, o que significa 50% dos que habitualmente operam no aeroporto parisiense de Orly e 20% no Charles de Gaulle, o maior do país, também na capital. Um porta-voz da DGAC disse à agência Efe que devido ao fato de que os passageiros atingidos não terem ido aos aeroportos por terem sido informados sobre suas respectivas companhias, "a gestão é bastante fluente" e não estão ocorrendo mais atrasos do que em um dia normal. Durante a manhã, estiveram fechados, ao ter suprimido todas as operações, os aeroportos de Biarritz, La Rochelle, Pau, Brest, Bergerac, Dinard e Metz-Nancy. Nas primeiras horas, o de Lille-Lesquin, mas reabriu em seguida. Segundo a DGAC, o percentual de grevistas é de 30% no conjunto do país entre os controladores aéreos, um número que os sindicatos dos organizadores do protesto elevam para 50%. As conexões mais afetadas são as interiores e as ligações com países vizinhos, enquanto as companhias aéreas se esforçaram para manter os voos intercontinentais e também os que tinham como destino as Antilhas francesas. EFE ac/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.