Tamanho do texto

Apesar do resultado positivo, lucro da companhia caiu frente aos US$ 2,7 bilhões de igual período do ano passado

O primeiro trimestre de 2010 significou para a General Electric (GE) um lucro líquido atribuível aos detentores de ações ordinárias de US$ 1,870 bilhão, ou 32% mais enxuto do que os US$ 2,754 bilhões de mesmo intervalo de um ano antes. O lucro líquido atribuível à companhia encolheu 31%, indo de US$ 2,829 bilhões entre janeiro e março de 2009 para US$ 1,945 bilhão um ano depois.

Com suas operações continuadas, a GE obteve lucro líquido de US$ 2,396 bilhões no trimestre inicial deste exercício, com queda de 18% no comparativo aos US$ 2,935 bilhões verificados nos três meses até março de 2009.

A receita total diminuiu quase 5%, saindo de US$ 38,438 bilhões nos três primeiros meses de 2009 para US$ 36,605 bilhões em igual intervalo deste ano.

O executivo-chefe da GE, Jeff Immelt, avaliou que as condições da empresa continuaram melhorando no primeiro trimestre de 2010."Vimos sinais econômicos animadores", sustentou, citando, por exemplo, um crescimento nos mercados de publicidade."Nosso modelo de negócios está em andamento", acrescentou.

Immelt mencionou o desempenho da GE Capital, que teve lucro de US$ 607 milhões entre janeiro e março de 2010. "Estamos vendo fortes sinais de estabilização. Perdas e inadimplência declinaram no trimestre. Ao mesmo tempo, a cobertura de reserva aumentou", disse.

O executivo observou que o segmento imobiliário comercial ainda é um desafio, mas os riscos são compreensíveis e devem ser administráveis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.