Tamanho do texto

Todos os segmentos pesquisados pela Serasa registraram, em abril de 2010, variações mensais negativas

A atividade do comércio caiu 1,3% em abril de 2010 na comparação com o mês anterior, segundo indicador divulgado nesta quarta-feira pela Serasa Experian. O setor que representou a maior variação foi o de veículos, motos e peças. De acordo com os analistas, o término do incentivo fiscal do IPI reduzido para veículos afastou os consumidores das lojas especializadas e o movimento neste segmento recuou 8,9% no mês passado.

Apesar da queda mensal registrada em todos os segmentos de varejo pesquisados, a evolução favorável do mercado de trabalho, a presença de condições de crédito atrativas e as promoções em datas comemorativas deverão sustentar o movimento do varejo ao longo dos próximos meses, de acordo com a Serasa.

Alta na comparação anual

Na comparação dos dados de abril deste ano com abril de 2009, o indicador apresentou alta de 11,1%, puxada pelo segmento de veículos, motos e peças, cujo crescimento foi de 19,0%.

Em seguida, destacaram-se os setores de móveis, eletroeletrônicos e informática e o de material de construção. "Cabe lembrar que todos estes três setores foram beneficiados por isenções fiscais no âmbito do pacote anticrise", afirmam os economistas.

O Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio é construído pelo volume de consultas mensais realizadas por estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa Experian.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.