Tamanho do texto

Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles tem participação na AB InBev, a maior cervejaria do mundo, nas Lojas Americanas e na América Latina Logística (ALL)

A 3G Capital Management, com sede em Nova York, é comandada pelos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles. O trio atua junto há cerca de três décadas e tem participação, entre outras empresas, na Anheuser-Busch InBev, a maior cervejaria do mundo, nas Lojas Americanas, uma das maiores varejistas da América Latina, e na América Latina Logística (ALL), maior empresa privada de ferrovias da região.

A trajetória de Lemann foi marcada por sua atuação na Garantia, que comprou quando ainda era uma pequena corretora no Rio de Janeiro, no início da década de 70. Em poucos anos, ele a transformou em um agressivo banco de investimentos, tido como pioneiro no modelo de private equity adotado no Brasil.

O executivo ficou conhecido por usar, no Garantia, uma estratégia de gestão similar à do americano Goldman Sachs, com foco na meritocracia, proporcionando oportunidade de crescimento rápido para os funcionários com que apresentassem os melhores resultados. Foi no Garantia que Lemann conheceu Telles e Sicupira que acabaram virando seus braços direitos e mais tarde, em 1993, fundaram com ele a administradora de recursos GP Investimentos. Na GP, o trio adquiriu participações em dezenas de grandes companhias, entre elas a própria ALL, a Gafisa e a Telemar (atual Oi).

Em 2004, os três saíram da GP e formaram o fundo de private equity 3G Capital. Antes do Burger King, viraram donos de uma participação de 6,7% em outra grande rede de lanchonetes americana, a Wendy's. Em 2008, Lemann, Telles e Sicupira entraram, por meio do fundo 3G, no mercado de ferrovias nos Estados Unidos. Eles pagaram US$ 1,5 bilhão por uma participação de 8,3% na CSX, a maior operadora de ferrovias da costa leste dos Estados Unidos.

As negociações da 3G com a rede Burger King foram lideradas por um antigo conhecido do trio. Alexandre Behring passou dez anos na GP Investimentos e também foi presidente da ALL. Desde 2008, ele é o representante da 3G no conselho de administração da CSX. O plano inicial dos sócios da 3G era tomar o controle da CSX e nomear Behring para administrá-la.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.