Empresário Daniel de Souza tirou brevê em 2000 e, antes de sonhar com uma gigante da aviação regional, lecionava Física

O empresário Daniel de Souza em foto fornecida pela empresa
Divulgação
O empresário Daniel de Souza em foto fornecida pela empresa
Daniel de Souza é apaixonado por aviação. O empresário de 35 anos tirou o brevê no ano 2000, mas nunca foi piloto comercial. Voar era um hobby, praticado nos aeroclubes da região de Lorena (SP). Sua profissão era lecionar Física na rede pública do município.

Agora, Souza, desconhecido no setor de aviação, prepara a decolagem de sua Laguna Linhas Aéreas, empresa que pretende iniciar seus voos em dezembro para uma malha total de 96 destinos - a maior do País atualmente, da Trip, chega a 78 cidades - e planeja comprar 48 aeronaves, número que representaria hoje a terceira maior frota do mercado brasileiro. Um passo mais concreto, o primeiro de uma série de exigências legais, foi dado em abril, quando a Laguna conseguiu autorização para funcionar juridicamente como uma companhia aérea.

O empresário não se lança ao projeto sozinho. O ex-professor se associou a Annie da Silva Lopes, designer de 40 anos que tem 1% da nova companhia aérea. A empresária conheceu Souza quando foi contratada para desenvolver o planejamento visual da Laguna. Ela se demitiu de um emprego de 18 anos em uma companhia de editoração eletrônica para se dedicar à nova empresa. “Fui convencida pelo projeto”, afirma.

A participação da acionista minoritária na administração da companhia ainda não está definida, afirma Souza, dono de 99% das ações da Laguna. A maior probabilidade é que ela ocupe um cargo ligado à parte de comunicação da companhia.

Enquanto aguardam o andamento da burocracia exigida para a criação de uma empresa aérea, os dois sócios põem a mão na massa. As novas atividades incluem a análise de currículos dos futuros empregados: a Laguna já recebeu cerca de 3 mil currículos de pilotos e comissários interessados em trabalhar na nova empresa, diz Souza. Reuniões com prefeitos e administradores de aeroportos nos municípios onde pretendem atuar também estão na pauta dos novatos do ar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.