Número de visitantes de outros países durante a competição será de quase três milhões de pessoas, segundo estudo

O fluxo de turistas estrangeiros deverá 79% graças à Copa do Mundo de 2014, segundo estudo realizado pela Ernst & Young em parceria com Fundação Getulio Vargas (FGV) e divulgado nesta quarta-feira. Esse movimento vai gerar receitas adicionais de R$ 5,94 bilhões para diversos setores relacionados, como hotelaria, compras e alimentação.

Mundial de futebol ampliará demanda por serviços como lazer e alimentação
EFE
Mundial de futebol ampliará demanda por serviços como lazer e alimentação
Conforme a pesquisa, o segmento ligado à indústria do turismo mais beneficiado pelo aumento no número de visitantes será o de hotelaria, que deve receber divisas adicionais de R$ 4,4 bilhões em função da Copa.

O número de turistas internacionais alcançará 2,98 milhões de pessoas durante o período da Copa, aponta o estudo. A estimativa é de que com tamanho fluxo turístico as receitas cheguem a US$ 8,73 bilhões em 2014. “A Copa será um grande impulso para o turismo brasileiro, haverá um aumento no fluxo de turistas, o que impulsionará também o ramo hoteleiro, já que serão construídas novas 20 mil unidades para alojamento”, diz José Carlos Pinto, sócio de assessoria da Ernst & Young.

A Copa do Mundo de 2014 vai gerar uma receita de R$ 142 bilhões adicionais para a economia brasileira , segundo as projeções apresentadas pela consultoria e pela FGV. Espera-se que o evento gere 3,63 milhões de empreghos no País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.