Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Braspag disponibiliza CDC online para compras virtuais

Em parceria com PanAmericano, companhia de processamento de pagamentos online prevê liberar R$ 1 milhão com o financiamento

Daniela Barbosa, iG São Paulo |

Desde o começo do ano, a Braspag, empresa processadora de pagamentos online do grupo Silvio Santos, abriu uma nova frente de receitas. A companhia disponibilizou aos consumidores que optam pelas compras via web a opção do crédito direto ao consumidor (CDC) online. A ferramenta, ainda em fase de testes, já liberou cerca de R$ 500 mil em nove meses de operação. A meta da companhia para o próximo ano é movimentar R$ 1 milhão por meio do financiamento.

A Braspag conta com o apoio do PanAmericano para conseguir liberar o CDC online. O banco é responsável pela análise cadastral e aprovação do crédito ao consumidor. Segundo Renann Fortes, gerente de operações da companhia, a opção do financiamento online amplia as oportunidades do consumidor na internet e consequentemente aumenta as vendas dos sites de comércio eletrônico. “O serviço é importante, principalmente para sites que vendem produtos com preços mais altos, como eletrônicos e computadores.”

A opção ainda não é 100% virtual, pois o cliente precisa assinar o contrato de financiamento para que a operação seja finalizada. A assinatuira virtual não é aceita. “Os operadores fazem a análise online e um motoboy leva o contrato para que o cliente assine em sua casa. Estamos trabalhando para que toda a operação seja online.”

Os clientes não precisam esperar dias para que a compra seja finalizada. Se o consumidor já tiver crédito pré-aprovado pelo PanAmericano, o valor do empréstimo é liberado em 20 minutos, antes mesmo da assinatura do contrato. Se o cliente tiver algum problema, a liberação da compra pode demorar até 48 horas, mesmo período das compras pagas por meio de boleto bancário.

A opção de financiamento online está disponível em apenas dez varejistas online clientes da companhia. Mas a plataforma já está pronta para ser integrada em qualquer site de compras que já tem a Braspag como processadora de seus pagamentos. A companhia não quis revelar os nomes das varejistas online.

Não existem limites para a liberação do crédito, desde que o cliente tenha renda comprovada para assumir o financiamento. Mas, segundo Fortes, valores inferiores a R$ 600 não são liberados, pois os custos dos contratos ainda são altos. O prazo de financiamento varia de seis a 36 meses e as taxas de juros dependem do valor do empréstimo.

A Braspag foi fundada em 2005. No ano passado, foi comprada em pelo grupo Silvio Santos. A empresa possui 75% do mercado de pagamentos online no Brasil.

Segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), o setor de comércio eletrônico faturou R$ 6,7 bilhões nos seis primeiros meses deste ano. A alta é de 40% na comparação com o mesmo período de 2009, quando a receita foi de R$ 4,8 bilhões.

Leia tudo sobre: Braspagcomércio eletrônicovarejopagamentos onlineweb

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG