Primeiros destinos externos serão Buenos Aires e Bariloche; terminal paulistano será utilizado para voos para Porto Seguro

A companhia aérea Azul começou a vender nesta quarta-feira suas primeiras passagens para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A partir do dia 1º de maio, a empresa passará a voar entre o terminal paulistano e Porto Seguro, na Bahia.

A companhia recebeu oito slots (permissão de pouso e decolagem) no aeroporto com a recente redistribuição feita pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), mas decidiu usar apenas dois para um voo semanal (aos sábados). Como a empresa não enxergou a possibilidade de realizar voos lucrativos com os demais slots, deverá devolvê-los.

O destino turístico foi escolhido exatamente para transformar a pequena operação em Congonhas em um modelo rentável. Como boa parte das aeronaves deve ser ocupada por passageiros que compraram pacotes de turismo, a demanda pelo voo deverá ser maior. A própria Azul está criando uma agência de viagens para ajudar a viabilizar a rota, batizada de Azul Viagens.

Voos internacionais

A partir do fim de junho, a Azul começará também a operar seus primeiros voos internacionais. As rotas entre Campinas e Buenos Aires e Porto Alegre e Bariloche (ambos os destinos ficam na Argentina) serão oferecidas apenas por meio do modelo charter, em que os assentos vendidos fazem parte de pacotes turísticos.

A Azul já tem parceiras para esse negócio. A operadora Calcos venderá as passagens para Buenos Aires e a Agaxtur vai comercializar os voos para Bariloche.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.