SÃO PAULO - A varejista holandesa Ahold apresentou lucro líquido de 202 milhões de euros no segundo trimestre, um aumento de 3,1% frente aos 196 milhões de euros de igual período do ano passado. As vendas líquidas evoluíram 10,8%, totalizando 7,1 bilhões de euros. Em moeda constante, a alta da receita foi de 4,4% sobre o mesmo trimestre de 2009, impulsionada por aquisições feitas pela companhia durante o primeiro trimestre.

O lucro operacional avançou 17,6%, para 347 milhões de euros. O lucro das operações continuadas subiu 3,6%, para 203 milhões de euros, como reflexo do melhor desempenho operacional e das menores despesas financeiras. A Ahold USA, divisão da companhia nos Estados Unidos, apresentou vendas de US$ 5,5 bilhões, uma alta de 5,5% frente ao segundo trimestre do ano passado. O resultado foi favorecido pela aquisição da rede Ukrop's, por US$ 120 milhões. No critério mesmas lojas, a alta foi de 1,4%. Na Holanda, as vendas da Ahold aumentaram 4,4% (3,5% no critério mesmas lojas) no trimestre, para 2,3 bilhões de euros. Nos demais países do continente onde a empresa atua (República Tcheca e Eslováquia), o faturamento recuou 3,4% (baixa de 1,2% mesmas lojas), para 370 milhões de euros. A Ahold já atuou no Brasil por meio das redes de supermercados Bompreço e GBarbosa. O Bompreço foi vendido em 2004 para o Walmart, enquanto a sergipana GBarbosa foi repassada em 2005 para o fundo Acon Investment, que revendeu para a chilena Cencosud, em 2007. (Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.