Obras têm prazo de conclusão em três anos e serão 100% financiadas pela iniciativa privada

Consórcio liderado pela brasileira Odebrecht venceu a disputa pela concessão do projeto Vias Nuevas de Lima, no Peru, que terá investimento equivalente a R$ 1 bilhão (US$ 500 milhões). O contrato prevê a construção de um novo sistema viário na capital do país, com três eixos principais de acesso, ao Norte, a Leste a ao Sul, pela Panamericana Sul. O objetivo da obra é reduzir o tempo de viagens e melhorar o transporte público em Lima, onde o trânsito é caótico.  

Leia também:  Na nova estrada Brasil-Pacífico, o progresso é via de mão dupla

A área de influência do projeto é grande. Afetará 20 município da região metropolitana da cidade. O pacote compreende a construção de 36 intercâmbios viários, a melhoria e construção de 114 quilômetros de estradas, viadutos, paradas de ônibus e passarelas para pedestres nas principais vias de acesso a Lima. As obras deverão ficar prontas em três anos e, segundo a Odebrecht, serão 100% financiadas pela iniciativa privada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.