Amil aliena fatia na Medise para atender decisão do Cade

Medida era uma das condições impostas pelo órgão regulador para aprovar a compra da Casa de Saúde Santa Lúcia pela Amil

Reuters |

Reuters

A Amil Participações alienou sua participação na Medicina Diagnóstico e Serviços (Medise), atendendo a uma decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a aquisição da Casa de Saúde Santa Lúcia, informou a empresa nesta terça-feira.

O Cade havia decidido no fim de agosto pela reprovação condicionada da compra da Casa de Saúde Santa Lúcia pela Amil e, para que o negócio fosse aprovado, foi exigido que a Amil teria que sair do capital da Medise, do grupo FMG, que controla a Rede D'Or no Rio de Janeiro.

"Foi completamente atendida a condição suspensiva para a aquisição da Casa de Saúde Santa Lúcia, com a alienação por parte do acionista controlador indireto da Amilpar, de sua participação na Medise", informou a Amil em breve nota.

A Amil assinou o contrato de promessa de compra pela totalidade da Casa de Saúde Santa Lúcia pelo valor total de 60 milhões de reais em setembro de 2008.

(Por Sérgio Spagnuolo)

Leia tudo sobre: saúdeamilcadesanta lúciafmgmedise

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG