Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Cerca de 40% das empresas elevaram investimentos no 1º tri

Apenas 2,86% reduziram e 8,57% não realizaram nenhuma ação para aumento da capacidade instalada, segundo pesquisa da ABDI

AE |

As grandes empresas ampliaram a capacidade de produção no primeiro trimestre de 2010. É o que mostra a primeira Sondagem de Inovação divulgada nesta terça-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Segundo o documento, 39% das empresas declararam que aumentaram os investimentos e 49,5% informaram que mantiveram os níveis de investimento já existentes para ampliação da capacidade física instalada. Apenas 2,86% das empresas reduziram investimentos e 8,57% não realizaram nenhum investimento para aumento da capacidade instalada no primeiro trimestre.

 

Para a ABDI, responsável pela pesquisa, os números reforçam a percepção de recuperação da atividade econômica e dos investimentos nos primeiros três meses deste ano. "São investimentos novos que estão sendo feitos na ampliação e modernização do parque produtivo", afirmou o presidente da ABDI, Reginaldo Arcuri. Os investimentos, no entanto, ainda não foram suficientes para reduzir o uso do parque industrial, que voltou, em abril, ao nível pré-crise, segundo os indicadores industriais da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

A pesquisa, que será divulgada trimestralmente, revela também que 71,4% da indústria realizaram investimentos em inovação tecnológica no primeiro trimestre deste ano para novos produtos ou novos processos produtivos. Na comparação com o quarto trimestre de 2009, 34% das empresas ampliaram os gastos com pesquisa e desenvolvimento no primeiro trimestre de 2010 e 47% mantiveram o mesmo nível de investimento. Além disso, 74,3% informaram que pretendem investir no desenvolvimento de um produto ou processo novo no segundo trimestre de 2010.

 

"Isso caracteriza a boa fase da indústria brasileira que está investindo não só em atividades criativas, como também na ampliação da capacidade física", destacou Arcuri. O ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, destacou que a decisão das empresas de investirem em P&D está sendo motivada pela exigência dos clientes. Outro fator de influência na decisão da indústria de aprimorar seus produtos é o crescimento da demanda interna e as pressões de custo na produção.

 

A Sondagem de Inovação englobou as empresas que correspondem por 75% dos investimentos em bens de capital e 78,7% dos gastos em Pesquisa e Desenvolvimento. Além disso, 90% das empresas pesquisadas têm mais de 500 funcionários.

Leia tudo sobre: investimentos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG