Grupo que atua no setor siderúrgico se recupera e reverte perdas de aproximadamente R$ 3,2 bilhões no mesmo período do ano passado

O grupo siderúrgico ArcelorMittal, o maior do mundo, obteve um lucro líquido de US$ 2,383 bilhões, cerca de R$ 4,1 bilhões, no primeiro semestre do ano, frente às perdas de US$ 1,855 bilhões, aproximadamente R$ 3,2 bilhões, registradas em igual período de 2009.

Em comunicado, o presidente da companhia, Lakshmi Mittal, informou hoje que os resultados do segundo trimestre estão "em consonância" com as expectativas do grupo e refletem "uma recuperação contínua, lenta e gradual".

Lakshmi Mittal, presidente do grupo siderúrgico ArcelorMittal: recuperação contínua, lenta e gradual
Divulgação
Lakshmi Mittal, presidente do grupo siderúrgico ArcelorMittal: recuperação contínua, lenta e gradual
De fato, a ArcelorMittal ganhou US$ 1,704 bilhão, cerca de R$ 3 bilhões, no segundo trimestre, frente aos US$ 679 milhões, cerca de R$1,2 bilhão do primeiro trimestre.

No conjunto do primeiro semestre, o resultado bruto de exploração (Ebitda) cresceu 132%, mais que o dobro, já que ascendeu a US$ 4,890 bilhões.

Os números do negócio melhoraram 33% e subiram para US$ 40,303 bilhões. Um dos fatores que explicam a evolução positiva do resultado, além da melhoria do mercado, é a redução de custos, que situa o fechamento do segundo trimestre em US$ 3 bilhões em termos anualizados.

O endividamento foi reduzido em US$ 400 milhões, principalmente pelo efeito das diferenças na taxa de câmbio, e se situou em junho em US$ 20,3 bilhões.

A ArcelorMittal prevê alcançar no terceiro trimestre um Ebitda entre US$ 2,1 bilhões e US$ 2,5 bilhões, inferior ao registrado no segundo trimestre (US$ 3,002 bilhões), mas superior ao do primeiro (US$ 1,888 bilhão).

Segundo Lakshmi Mittal, embora o terceiro trimestre deva ser afetado por fatores estacionais e pela desaceleração econômica na China, se observa uma melhora na demanda subjacente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.