Tamanho do texto

Buenos Aires, 12 - O clima seco, depois de semanas de chuva, favorece a finalização do plantio de trigo na Argentina

selo

Buenos Aires, 12 - O clima seco, depois de semanas de chuva, favorece a finalização do plantio de trigo na Argentina. A alta dos preços no mercado internacional deixou os produtores mais animados e a expectativa é de que eles completem a área de 4,2 milhões de hectares, estimada pela Bolsa de Cereais de Buenos Aires. Por causa das chuvas, a implantação das lavouras sofreu um atraso em relação a 2009. "Tempo seco, sem chuvas, somado a melhoras no preço do grão, impulsionaram a implantação que estava demorada no sudeste de Buenos Aires", detalhou o relatório da bolsa. Até esta quinta-feira, os agricultores tinham implantado 93,1% da superfície prevista para o cereal. A área de 4,2 milhões de hectares é bem superior à da safra 2009/2010, de 3,3 milhões de hectares. A bolsa ressaltou que os produtores estão mais animados após a alta dos preços no mercado internacional - as cotações atingiram os valores máximos nas duas últimas semanas, sustentados pela decisão da Rússia de suspender suas exportações do grão, devido à forte estiagem que afeta o cultivo naquele país. Recentemente, a presidente Cristina Kirchner estimou que a área implantada com trigo chegaria a 4,25 milhões de hectares com um rendimento de 13 milhões de toneladas. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou hoje que a Argentina vai colher 12 milhões de toneladas de trigo nesta safra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.