Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Suzano segue mercado e reduz preço da celulose

O corte, que já ocorre neste mês, segue uma série de elevações anunciadas no mercado ao logo do primeiro semestre

Valor Online |

Acompanhando o movimento dos concorrentes globais, a Suzano anunciou nesta quarta-feira a redução em US$ 50 por tonelada do preço da celulose de eucalipto, que estava sendo praticado pela empresa até julho. O corte no preço pela Suzano, que já ocorre neste mês, segue uma série de elevações anunciadas no mercado ao logo do primeiro semestre, que levou os preços praticados na Europa para US$ 920 por tonelada, US$ 950 na América do Norte e US$ 850 na Ásia em junho e julho.

"Agora, todos os nossos concorrentes decidiram abaixar os preços, apesar das boas condições do mercado. Nós resistimos ao máximo, mas vamos ter que acompanhar", afirmou o presidente da Suzano, Antonio Maciel Neto.

Os estoques no mercado mundial de celulose estão no patamar de 25 dias de produção, o que mostra uma queda de 4 dias em junho frente ao registrado no mesmo período do ano anterior. A média histórica é de 33 dias. Sem revelar números, o executivo afirmou que os estoques da companhia também estão baixos e a relação entre a oferta e a demanda no setor continua em nível bom. "Nunca tinha visto um movimento assim antes. Tudo começou com um movimento no segmento de fibra longa, depois todo mundo começou a acompanhar", disse Neto, enfatizando que "não há fundamentos" para novas reduções nos preços.

O executivo informou ainda que a Suzano programou uma parada de manutenção na produção da linha 1 em agosto e outra em outubro na linha 2, em Mucuri (BA). Ambas paradas deverão levar de 7 a 9 dias, o que fará com que a produção da empresa seja reduzida em até 90 mil toneladas. O custo da parada é de R$ 25 por tonelada, informou a companhia.

Leia tudo sobre: Suzanoempresascelulose

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG