Os produtores rurais poderão ser remunerados para que conservem nascentes de águas dentro de suas propriedades por um período de cinco anos

Os produtores rurais poderão ser remunerados para que conservem nascentes de águas dentro de suas propriedades por um período de cinco anos. É o que prevê a resolução sobre Pagamento por Serviços Ambientais (PSA)da Secretaria de Meio Ambiente de São Paulo, assinada ontem pelo secretário Xico Graziano. A resolução define as diretrizes para o projeto Mina Dágua, que envolve um município em cada uma das 22 bacias hidrográficas do Estado e prevê investimentos da ordem de R$ 3,5 milhões. Os agricultores deverão proteger matas ciliares e prevenir erosão, entre outros compromissos. A secretaria estima que possam ser beneficiados de 10 a 15 agricultores por município. Além da resolução sobre PSA, foi assinado também o decreto que regulamenta a lei estadual de mudanças climáticas. Sancionada no ano passado, a Lei 13.798 tem como meta reduzir 20% das emissões de gases estufa de São Paulo até 2020, em relação aos níveis de 2005. As assinaturas marcaram a saída de Graziano da secretaria, onde ficou três anos e meio. Ele deixará a administração estadual para ser o coordenador do programa de governo do candidato à presidência José Serra (PSDB). Pedro Ubiratan, secretário-adjunto, sucederá Graziano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.