Com mudanças, Nova Fronteira está preparada para receber os investimentos da estatal, de R$ 420 milhões

selo

O Grupo São Martinho deu mais um passo, na sexta-feira, para receber os investimentos da Petrobras Biocombustíveis. Em assembleia, a São Martinho aprovou a realização de ajustes em sua composição societária. Em junho, o Grupo São Martinho anunciou parceria com a Petrobras Biocombustíveis. Juntas, elas criaram uma nova sociedade, a Nova Fronteira Bioenergia, para produzir etanol no Centro-Oeste. A parceria envolveu as subsidiárias integrais do Grupo São Martinho, Usina Boa Vista e a SMBJ Agroindustrial, localizadas em Goiás.

"Na assembleia, foi efetivada a transferência da Usina Boa Vista e da SMBJ, que estavam no Grupo São Martinho para a recém-criada Nova Fronteira", explica o presidente do Grupo São Martinho, Fábio Venturelli. Segundo ele, feito esse ajuste, a Nova Fronteira já está preparada para receber os investimentos da Petrobrás. Ele estima que em menos de dois meses, será concluída a entrada da Petrobrás na Nova Fronteira, onde terá 49% das ações, com aporte de R$ 420,8 milhões. Nos ajustes realizados, a São Martinho aumentou o capital da Nova Fronteira em R$ 95,9 milhões para R$ 455,9 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.