SÃO PAULO - A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas neste ano deve alcançar 148,9 milhões de toneladas, superando em 11,1% a safra de 134 milhões de toneladas registrada em 2009, aponta a nona estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

SÃO PAULO - A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas neste ano deve alcançar 148,9 milhões de toneladas, superando em 11,1% a safra de 134 milhões de toneladas registrada em 2009, aponta a nona estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume calculado pelo instituto supera em 0,6% a estimativa de 148 milhões de toneladas divulgada em agosto deste ano. A região Sul se mantém à frente, na distribuição regional, somando 63,6 milhões de toneladas, volume 21,3% superior ao registrado em 2009, enquanto o Centro-Oeste, em segundo, tem previsão de gerar 52,2 milhões de toneladas (6,9% superior à safra de 2009). A previsão de safra da região o Sudeste ficou em 17,3 milhões de toneladas, apresentando avanço de 0,5% na comparação com o ano passado. A estimativa para a região Nordeste é de 11,8 milhões de toneladas (alta de 0,2% ante 2009). O Norte do país tem previsão de safra de 4,0 milhões de toneladas, um incremento de 6,1% sobre o ano passado. O Paraná mantém a liderança na produção nacional de grãos, ultrapassando o Mato Grosso, que em 2009 ocupou essa posição, em 2,2 pontos percentuais. Entre os 26 produtos selecionados no levantamento em setembro, 16 apresentam variação positiva na estimativa de produção em relação a 2009, com destaque para aveia em grão (37%), cevada em grão (32,7%), milho em grão (27,1% na 2ª safra), soja em grão (20,6%) e café em grão (14,8%). As maiores variações negativas ocorreram entre os produtos amendoim em casca (-21,2% na 1ª safra e -48,5% na 2ª safra), arroz em casca (-10,5%) e feijão em grão -3,4% na 1ª safra e -14,9% na 2ª safra) Na comparação com 2009, a área a ser colhida este ano deve apresentar recuo de 1,1% para 46,7 milhões de hectares, informa o IBGE. Para as três principais culturas - arroz, milho e soja -, que representam 83,5% da área plantada, soja tem perspectiva de crescimento de 7,6%, enquanto arroz e milho devem recuar 6,4% e 6,6%, respectivamente. (Daniela Braun | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.