Rio de Janeiro, 9 ago (EFE).- A receita dos exportadores de café brasileiro aumentaram 14% nos sete primeiros meses do ano, até US$ 2,646 bilhões, informou hoje o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Rio de Janeiro, 9 ago (EFE).- A receita dos exportadores de café brasileiro aumentaram 14% nos sete primeiros meses do ano, até US$ 2,646 bilhões, informou hoje o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). O volume de café exportado, no entanto, caiu 2% no período, para 16,8 milhões de sacas de 60 quilos. Segundo a Cecafé, 85% das exportações (13,9 milhões de sacas) corresponderam à variedade arábica, a de maior qualidade e valor de mercado, enquanto 11% foram de café solúvel e 4%, de café em grão da variedade robusta. A melhoria nos números se deve em parte a um mês de julho excepcional em vendas, com os melhores registros tanto em volume como em termos de valor dos últimos quatro anos. Por destinos, os mercados tradicionais do café brasileiro, entre eles Estados Unidos, Alemanha, Itália, Japão, Bélgica e Espanha, continuaram com a tendência de diminuição de pedidos verificada nos últimos meses. Os países sul-americanos, por sua vez, aumentaram suas compras em 45%, até US$ 152,4 milhões, 6% do total das exportações brasileiras. Apesar destas variações, a União Europeia (UE) continua sendo o principal mercado do café brasileiro (51%), seguido dos Estados Unidos (21%) e dos países asiáticos (17%). EFE. mp/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.