De acordo com a Organização Internacional de Café (OIC), preços se manterão relativamente elevados

selo

A Organização Internacional de Café (OIC) informou nesta segunda-feira que deixou sua previsão de produção mundial para a safra 2010/11 inalterada, entre 133 milhões e 135 milhões de sacas. A expectativa da entidade é de que os preços se manterão "relativamente elevados" no curto a médio prazo. O número é maior que a produção estimada para 2009/10 de 119,1 milhões de sacas, devido principalmente ao crescimento da produção no Brasil. A previsão para o Brasil é de uma produção de 47,2 milhões de sacas em 2010/11. A OIC informou também que os fatores determinantes para a manutenção dos preços elevados do café são problemas climáticos, aumento dos custos de produção e demanda global. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.