Tamanho do texto

Cidade de Cingapura, 8 - A Syngenta está desenvolvendo novas variedades de milho híbrido resistentes à seca para o mercado asiático, visando para impulsionar a produção na região, disseram hoje executivos da companhia suíça

selo

Cidade de Cingapura, 8 - A Syngenta está desenvolvendo novas variedades de milho híbrido resistentes à seca para o mercado asiático, visando para impulsionar a produção na região, disseram hoje executivos da companhia suíça. Num momento em que inundações e uma severa estiagem afetaram países diversos como Rússia, Paquistão e Alemanha, há uma forte necessidade de cultivar safras que lidem melhor com as mudanças climáticas, de modo a garantir uma produção suficiente. A empresa desenvolveu híbridos de milho tolerantes ao calor para os Estados Unidos, e agora trabalha com parceiros asiáticos para transferir tais características para as variedades cultivadas em regiões tropicais e subtropicais, afirmou Alejandro Aruffo, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Syngenta, durante a inauguração de uma nova unidade de pesquisa em Cingapura. A companhia identificou genes naturais que podem ajudar o milho cultivado em áreas de clima temperado a resistir à estiagem, e planeja introduzi-los no germoplasma de variedades de milho tropical, esclareceu Manny Logrono, diretor de desenvolvimento de produtos para ¿?sia-Pacífico da Syngenta. Ele disse que os novos híbridos de milho para as lavouras da ¿?sia podem ser desenvolvidos dentro dos próximos três anos. Logrono acrescentou que o objetivo básico da iniciativa é minimizar a perda de produtividade durante estiagens. Segundo ele, a companhia usará marcadores moleculares para criar as novas variedades. A tecnologia permite desenvolver sementes melhores em menos tempo ao localizar os marcadores de DNA que estão associados às características desejáveis. Em julho, a Syngenta lançou nos Estados Unidos novos híbridos de milho capazes de utilizar a umidade disponível de forma mais eficiente, resultando em maior produtividade em áreas do cinturão produtor com irrigação limitada ou afetadas pela seca. A companhia desenvolveu tais variedades após vários anos de melhoramento molecular para identificar os genes do milho que são responsáveis por administrar o uso da água. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.