Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Governo adia para agosto retomada de exportação de carne aos EUA

Brasil optou por suspender as vendas depois de identificar limites de vermífugo acima dos padrões

AE |

selo

Os primeiros resultados das análises para detectar quantidade de vermífugo na carne bovina começarão a ser enviados aos Estados Unidos na próxima semana, disse nesta quarta-feira o ministro da Agricultura, Wagner Rossi. Com isso, a retomada das vendas não deve ocorrer mais este mês.

A expectativa agora é de que o comércio volte a acontecer em agosto. O governo brasileiro optou por suspender a exportação de carnes bovinas para os Estados Unidos após identificação de limites de vermífugo acima dos padrões considerados normais pelo importador. Rossi explicou que os primeiros resultados enviados aos EUA não correspondem a uma prova final, já que novos exames deverão ser feitos por mais 15 dias.

Para ele, porém, a situação já está bem encaminhada. "A questão está bem equacionada. Falta apenas apresentar os resultados", comentou. O ministro salientou que o Brasil está fazendo a "lição de casa" em relação a esse tema. "Tanto o governo quanto o setor privado", acrescentou. Depois da visita de técnicos do Ministério aos Estados Unidos para tratar do assunto, a percepção de Rossi era a de que havia disposição do país de retomar as compras do produto brasileiro.

Para ele, as condicionantes impostas pelos EUA, na ocasião, como a de ter acesso aos exames pareciam "lógicas". Os embarques de carne para os Estados Unidos foram suspensos em 27 de maio por causa de dosagens acima do normal de um antiparasitário no produto (ivermectina). Como a decisão de suspender partiu do governo brasileiro, a expectativa inicial era a de que a liberação ocorresse assim que o Brasil desse seu aval. O País só exporta carne industrializada (enlatada, cozida ou congelada) para os Estados Unidos.

 

 

Leia tudo sobre: carneexportações

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG