São Paulo, 7 jul (EFE).- O Brasil exportou 14,3 milhões de sacos de café de 60 quilogramas no primeiro semestre, 4,16% a menos que no mesmo período de 2009, informou hoje o Conselho de Exportadores de Café (Cecafé).

São Paulo, 7 jul (EFE).- O Brasil exportou 14,3 milhões de sacos de café de 60 quilogramas no primeiro semestre, 4,16% a menos que no mesmo período de 2009, informou hoje o Conselho de Exportadores de Café (Cecafé). A diversificação dos mercados, com importantes incrementos nas compras feitos por países da América do Sul (45%) e da África (13%), compensou a redução das importações de café dos tradicionais compradores do Brasil, como a Europa, Estados Unidos e Japão, segundo a organização. O valor das exportações do semestre foi de US$ 2,234 bilhões, número superior em 11,9% ao registrada no mesmo período de 2009. Entre janeiro e junho, a Alemanha se manteve como o principal comprador com 2,9 milhões de sacos, 7,06% a menos que no mesmo período do ano passado. Em segundo lugar ficaram os Estados Unidos, com 2,6 milhões de sacos (-8,21%); Itália, com 1,1 milhões (-9,46%) e Japão, com 1 milhão de sacos comprados (-11,99%). Ao contrário dos grandes importadores do café brasileiro, o país que mais aumentou o volume de compras foi à Rússia, com 378.568 sacos (57,68%). No mês de junho, o último do ano da colheita 2009-2010, as vendas somaram US$ 314,3 milhões, 3,1% a menos com relação ao sexto mês de 2009, enquanto os dois milhões de sacos vendidos representaram uma redução em volume de 13,4% no mesmo período comparado. No ano da colheita 2009-2010, o Brasil exportou 29,7 milhões de sacos de café por um valor de US$ 4,493 bilhões. EFE wgm/pb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.