Tamanho do texto

Segundo secretário, é esperado um aumento considerável na produção de etanol e açúcar

selo

A projeção para a produção de cana-de-açúcar apresentada nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) garantirá, segundo o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone, a oferta de etanol para todo o País, levando-se em consideração a manutenção das características positivas para o setor. "Esta é uma safra muito boa, promissora. Estamos verificando um aumento considerável na produção de etanol e açúcar e prevendo o pleno abastecimento do mercado com esta safra", afirmou.

De qualquer forma, de acordo com o secretário, o governo estará pronto para agir novamente caso haja risco de desabastecimento de mercado, como ocorreu em 2009, mas ele disse que não se conta com essa possibilidade neste momento. "A demanda de etanol já começa a se aproximar da do ano passado, quando houve um desequilíbrio de mercado.

Para este ano, a situação está mais estável", comparou. Bertone salientou que quando uma safra segue-se a um ciclo bastante chuvoso, há uma aceleração do corte da cana e, consequentemente, produção a partir de cana com menos de 12 meses. Isso ocorre, segundo ele, porque as usinas não podem parar e aguardar por uma nova safra já "madura". "Usina é logística pura", resumiu.

O secretário lembrou que 2009 foi um ano muito difícil porque as usinas não conseguiram manter o fluxo. Ele ressaltou que o clima seco, por enquanto, é normal e que a produção proporcionará preços mais estáveis ao mercado.O secretário comentou também que, quando o preço do etanol volta a ficar competitivo em relação ao da gasolina, a demanda pelo derivado da cana não volta de forma automática.

"Quando o consumidor muda porque o preço subiu, ele não volta tão rápido como o esperado. Consumidor tem toda uma lógica de tomar decisão, não só o preço imediato", disse. Bertone disse ainda que o Ministério da Agricultura e a Agência Nacional de Petróleo (ANP) estão monitorando o abastecimento em todas as regiões brasileiras. "Não pode faltar (etanol) em nenhum lugar do Brasil."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.