Panamá, 25 ago (EFE).- A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) terá um escritório regional no Panamá para o desenvolvimento de linhas de trabalho e a execução de projetos conjuntos no setor após a assinatura hoje de um acordo com o Governo do país centro-americano.

Panamá, 25 ago (EFE).- A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) terá um escritório regional no Panamá para o desenvolvimento de linhas de trabalho e a execução de projetos conjuntos no setor após a assinatura hoje de um acordo com o Governo do país centro-americano. O presidente panamenho, Ricardo Martinelli, que esteve presente à assinatura do acordo, lembrou que a possibilidade de que a Embrapa abrisse um escritório regional no país surgiu há um ano, quando visitou ainda como presidente eleito o governante brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva. "Pedimos à empresa para que nos assessore, especialmente, em melhorar a genética de nossos animais, na pesquisa agropecuária para ter melhor qualidade de sementes", destacou Martinelli. O presidente da Embrapa, Pedro Arraes Pereira, destacou que o projeto Embrapa Américas será muito importante para o Panamá e a região. O acordo permitirá a execução de projetos conjuntos em agricultura, pecuária, uso de tecnologia em pequena escala e de recursos naturais para ampliar a base de conhecimentos para o desenvolvimento sustentável da agricultura. Além disso, o Panamá oferece à empresa brasileira as condições para a implementação do projeto Embrapa Américas, que deve estabelecer várias linhas de pesquisa, como da produção de energia derivada de biocombustíveis e o desenvolvimento de alimentos fortificados. EFE. nes/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.