A Citrosuco e a Citrovita entregaram hoje formalmente ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pedido de anuência à fusão entre as duas empresas, anunciada em maio passado. O relator do processo dentro do Cade deverá ser escolhido na próxima quarta-feira.

A Citrosuco e a Citrovita entregaram hoje formalmente ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pedido de anuência à fusão entre as duas empresas, anunciada em maio passado. O relator do processo dentro do Cade deverá ser escolhido na próxima quarta-feira. Por meio de sua assessoria de imprensa, o Cade informou que só vai se posicionar depois de receber pareceres dos dois outros órgãos que formam o sistema brasileiro de defesa da concorrência: a Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, e a Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça. A fusão vai criar a maior empresa processadora de suco de laranja do mundo, ultrapassando a também brasileira Cutrale, com faturamento anual de R$ 2 bilhões e capacidade para processar 160 milhões de caixas de 40,8 quilos de laranja, o que representa aproximadamente 50% da safra brasileira. O grupo Fischer controla a Citrosuco, enquanto a Citrovita é controlada pelo grupo Votorantim.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.