São Paulo - O ex-ministro Roberto Rodrigues é um dos articuladores de uma campanha publicitária que será apresentada no próximo mês ao Conselho Superior do Agronegócio (Cosag), órgão técnico da Fiesp, e lançada em julho. "O objetivo é valorizar a atividade e criar uma onda favorável na opinião pública", disse Rodrigues, presidente da Cosag.

São Paulo - O ex-ministro Roberto Rodrigues é um dos articuladores de uma campanha publicitária que será apresentada no próximo mês ao Conselho Superior do Agronegócio (Cosag), órgão técnico da Fiesp, e lançada em julho. "O objetivo é valorizar a atividade e criar uma onda favorável na opinião pública", disse Rodrigues, presidente da Cosag. Entre os parceiros na empreitada estão a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e empresas como a Bunge. Segundo Rodrigues, a campanha servirá para esclarecer pontos que hoje expõem as atividades ligadas ao agronegócio brasileiro no exterior, como o trabalho em condições análogas à escravidão, o desmatamento da região amazônica e a possibilidade de uma escassez mundial de alimento em função do aumento da lavoura de cana-de-açúcar para produção de etanol. As informações são do jornal <b>O Estado de S.Paulo.</b>

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.