Escassez de bacon é inevitável

Segundo reportagem do LA Times, a oferta de carne suína será drasticamente reduzida no próximo ano devido ao aumento no preço de commodities como soja e milho

iG São Paulo | - Atualizada às

“Uma escassez mundial no estoque mundial de carne suína e bacon é inevitável”, diz reportagem do jornal  norte-americano Los Angeles Times. Com o agravamento daquela que já é considerada a pior seca dos Estados Unidos nos últimos 50 anos, suinocultores do mundo todo se preparam para enfrentar uma crise também recorde. Como praticamente toda a alimentação desses animais é feita com rações à base de soja e milho, o aumento no preço das commodities reflete-se diretamente no custo de produção. 

Getty Images
Em todo o mundo, a suinocultura sofre com aumento no preço da soja e do milho

A alimentação menos farta dos rebanhos levou a cultura a um declínio significativo na União Europeia, diz a Associação Nacional de Porcos da Grã-Bretanha. E segundo o LA Times, a tendência "está se espalhando pelo mundo todo".

Leia também: No Oeste do Paraná, preço da soja é a força que ergue e destrói riquezas

Somente na União Europeia, o número de suínos abatidos pode cair 10% no próximo semestre, o que faria com que o preço da carne dobrasse. Nos EUA, a oferta de carne de porco atingiu um recorde em agosto, foi 31% maior do que no ano anterior, segundo o Departamento de Agricultura dos EUA. Isso se deve ao abate precoce dos rebanhos, uma vez que alimentar os animais estava saindo caro demais.

No Brasil, a carne suína já enfrentava excesso de oferta e desvalorização. A alta no preço das rações só tornou o cenário mais preocupante para o setor. “Em estados como Santa Catarina, o governo está pensando em adotar medidas como prorrogação de dívidas, subsídios agrícolas e venda de estoque público de grãos”, diz Sávio Pereira, do Ministério da Agricultura.

Segundo o Banco Mundial, em julho, os preços mundiais dos alimentos saltaram 10% em relação ao mês anterior. Os preços do milho e do trigo aumentaram 25%, enquanto a soja subiu 17%.

Leia tudo sobre: suinoculturasojamilhoseca

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG