Publicidade
Publicidade - Super banner
Empresas
enhanced by Google
 

Aécio anuncia gasoduto para atrair unidade da Petrobras

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), anunciou nesta sexta-feira a construção de um gasoduto entre São Carlos (SP) e Uberlândia (MG), como forma de atrair a instalação de uma fábrica de amônia e ureia pela Petrobras, no Triângulo Mineiro. Os dois produtos são matéria-prima para a produção de fertilizantes nitrogenados.

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561718211&_c_=MiGComponente_C

De acordo com o governador mineiro, as estimativas são de que os investimentos totais na instalação do ramal cheguem a R$ 750 milhões, sendo que R$ 500 milhões serão aplicados na primeira etapa de interligação entre São Carlos e Uberaba (MG) e mais R$ 250 milhões de Uberaba a Uberlândia.

Na primeira etapa, de acordo com informações repassadas pelo governo do Estado, serão 235 quilômetros de gasoduto de São Carlos a Uberaba. Em um segundo momento, outros 120 quilômetros até Uberlândia. Concluído o gasoduto, a expectativa inicial é de um mercado de 3 milhões de metros cúbicos/dia, podendo chegar a 5 milhões de metros cúbicos/dia. Os estudos para a implantação do projeto serão coordenados pela Cemig. "Determinei à Cemig que faça todos os procedimentos necessários à construção do gasoduto que vai ligar São Carlos a Uberaba e ao Triângulo Mineiro", afirmou o governador mineiro, em entrevista concedida hoje em Uberaba.

A oferta de gás natural é condição fundamental para a instalação da fábrica da Petrobras, que estaria orçada em US$ 2 bilhões, para a produção de 1 milhão de toneladas por ano do produto. Na disputa pelo projeto estariam, além do Triângulo Mineiro, os municípios de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, e Linhares, no Espírito Santo, pelo fato de já possuírem tubulação de gás da Petrobras. "É uma decisão que a Petrobras, esperamos nós, tome o mais rapidamente possível, mas atenderá também a outras plantas dessa região", afirmou Aécio. De acordo com ele, do ponto de vista técnico, não há lugar mais adequado para essa construção. "Não há sentido que essa planta não venha para Uberaba".

Em novembro do ano passado, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Barroso, anunciou que o governo mineiro se comprometeria a instalar o ramal para atrair o investimento. No dia 3 de novembro, o secretário chegou a se reunir com a diretoria da Petrobras para conversar sobre o projeto. Da mesma forma, Aécio encaminhou uma carta ao governo federal, informando sobre a intenção de construir o trecho, ligando o ramal do gasoduto Brasil-Bolívia (Gasbol) entre São Carlos e Uberlândia.

Leia tudo sobre: aeciogasodutopetrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG