Ex-diretor da ANP morre ao cair de prédio e polícia cogita suicídio

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sebastião do Rego Barros, de 75 anos, foi diretor geral da agência e serviu como embaixador do Brasil em diversos países

Sebastião do Rego foi diretor-geral da ANP entre os anos de 2002 e 2005
reproduçao de facebook
Sebastião do Rego foi diretor-geral da ANP entre os anos de 2002 e 2005

O corpo de Sebastião do Rego Barros, 75 anos, foi encontrado na calçada do prédio onde morava em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Ele foi diretor geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP) de 2002 a 2005, além de ter servido como embaixador do Brasil em diversos países.

Em um primeiro momento, o delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Eduardo Miranda, descartou a chance de crime. A informação foi confirmada ao iG pela própria equipe da 12ª DP.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte de Sebastião do Rego. "Familiares serão ouvidos e agentes estão em diligências em busca de testemunhas e informações que ajudem nas investigações", diz trecho do comunicado.

De acordo com o "O Globo", o corpo dele foi encontrado vestido com terno e meia, e ao lado de um livro aberto sobre o ex-presidente Getúlio Vargas. O corpo foi levado por volta das 15h para análises no Instituto Médico Legal (IML).

A queda foi do 11º andar do condomínio Chopin, onde morava junto com a sua mulher, Maria Cristina de Lamare Rego Barros. No momento do ocorrido, somente o casal e a empregada doméstica estavam no apartamento 1104.

A ANP emitiu nota no seu site oficial lamentando o ocorrido. "É com pesar que a ANP comunica o falecimento, na manhã desta segunda feira (09), do embaixador Sebastião do Rego Barros", diz o breve comunicado.


Leia tudo sobre: sebastião do regomortecopacabana

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas