Caso da Brahma com cevada da Granja Comary vai parar no Conar

Por Paula Pacheco e Bruno Winckler- iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária deve julgar na próxima semana propaganda da Ambev sobre cerveja feita com cevada plantada no centro de treinamento da Seleção Brasileira

Divulgação
Anúncio de edição especial da Brahma com cevada plantada na Granja Comary é questionado

Um consumidor se sentiu enganado pela propaganda da edição especial da cerveja Brahma e entrou com uma queixa no Conselho Nacional de Autorregulamentação, o Conar.

A publicidade da Ambev, dona da marca Brahma, diz que a edição especial da cerveja tem cevada plantada na Granja Comary, centro de treinamento da Seleção Brasileira de Futebol (patrocinada pela empresa), em Teresópolis (RJ). Para o consumidor, a cevada não saiu da propriedade da CBF.

A queixa do consumidor chegou ao Conar em 9 de abril e deve entrar na pauta de julgamentos no dia 5 de junho. Em casos como este, o Conar tem 40 dias para julgar o processo (a partir do dia em que a queixa chegou ao órgão regulador).

Há algumas possibilidades no julgamento. O Conselho pode julgar a reclamação improcedente, pedir a alteração da publicidade ou determinar a sua suspensão. 

Divulgação
Ambev divulgou foto da área na Granja Comary com a cevada plantada

Segundo informou de Luciano Horn, mestre-cervejeiro da Ambev ao iG, a cevada foi plantada, mas já teria sido colhida. A Ambev disponibiliza um vídeo para mostrar o plantio. Ainda de acordo com o especialista, a área começou a ser preparada no fim de 2013 e a cevada foi colhida em janeiro passado.

Leia também: Coca-Cola lança garrafa especial para estimular novas amizades

Por questões comerciais, Horn disse que não poderia informaar o tamanho da área plantada, mas como se trata de uma edição especial, o terreno seria suficiente para colher a matéria-prima necessária.

Leia também: Kombi, da Volkswagen, ganha filme de despedida

Procurada pelo iG, a empresa se pronunciou. "A Ambev repudia com veemência as falsas acusações a respeito do nosso plantio na Granja Comary, com Brahma Seleção Especial. A companhia plantou cevada na Granja Comary, como diversos documentos e fotos comprovam, e a colheita aconteceu no começo do ano de 2014".

Ainda de acordo com a dona da Brahma, o cereal foi beneficiado, transformado em malte e utilizado na produção da cerveja. "Se hoje não há cevada na Granja Comary, é justamente porque o cereal foi usado no produto que já está sendo comercializado no mercado", informou a empresa por meio de nota.

A edição especial da Brahma é vendida por R$9,99 e apresentada em uma embalagem de alumínio de 473ml.

Confira abaixo propagandas que pegaram mal:

O Conar suspendeu e advertiu a Dafra por outdoor em Maceió  que mostrava modelo e título sugestivo. Fabricante culpou concessionária. Foto: ReproduçãoConsumidores reclamaram de propaganda do Panda Motel, veiculada no Rio, e o anúncio foi suspenso pelo Conar por associar imagem sensual a ícone infantil. Foto: ReproduçãoA campanha da Gillette 'Quero ver raspar', da agência Africa, recebeu cem reclamações, até de ofensa contra o homem. O Conar rejeitou. Foto: DivulgaçãoConsumidoras viram machismo em anúncios do tira-manchas Vanish, que propunham trocar o 'tanque velho' por um 'homem tanquinho'. Conar rejeitou. Foto: ReproduçãoCerca de mil consumidores reclamaram sobre campanha da Volkswagen, alegando que a montadora associava o gato preto ao azar. O Conar acatou. Foto: DivulgaçãoA campanha Moto Cantada, da Yamaha, recebeu uma centena de queixas que a consideraram ofensiva e machista. Conar suspendeu. Foto: ReproduçãoConsumidores reclamaram que a campanha da Bombril, com as comediantes Mônica Iozzi e Dani Calabresa, continha desrespeita "figura masculina".  Conar rejeitou. Foto: ReproduçãoConsumidores reclamaram que comercial 'Tenha sua primeira vez com uma Devassa', estimula comportamento sexual irresponsável. Conar rejeitou. Foto: DivulgaçãoComercial da Conti foi suspenso. Relatores do Conar acataram denúncia de consumidor de que poderia atrair a atenção de crianças pelo conteúdo de fábula. Foto: ReproduçãoFoto da campanha de Dia das Crianças da Courofino, questionada pelo Conar. Foto: Reprodução



Leia tudo sobre: cervejaAmbevcevadaGranja ComaryConarpropagandaCopa 2014

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas