Tamanho do texto

Camisetas estão sendo vendidas no site americano da marca

A Adidas está sendo acusada nas redes sociais de retratar o Brasil com conotação sexual. A marca de material esportivo está comercializando em seu site americano uma linha de roupas e acessórios inspirada no País para promover a Copa do Mundo. No entanto, duas camisetas estão gerando polêmica entre os brasileiros, por trazerem estampas com apelo sexual.

Com preços entre US$ 22 e US$ 25 (R$ 50 a R$ 60), as duas peças da patrocinadora oficial da Copa ressaltam a paixão do País pelo futebol e remetem à beleza da mulher brasileira.

Veja também: 'Grandes estupradores esta noite': Marisa vende roupa com frase de mau gosto

A camiseta amarela é estampada com a imagem de uma garota de biquíni no Rio de Janeiro com a expressão em inglês "Lookin' to score", que pode ser traduzido como "buscando fazer gols" ou como "querendo pegar garotas".

Já a camiseta verde é uma versão das camisetas "I Love Brazil" (do inglês, "Eu Amo o Brasil"), mas com um biquíni no coração, fazendo alusão a um bumbum com fio dental.

Em nota, o Ministério do Turismo afirmou que "repudia qualquer relação entre os ícones nacionais e imagens com apelo sexual". Para a entidade, a atitude da empresa alemã contraria a política de promoção oficial do País e "contribui indiretamente para a prática de crimes, como a exploração sexual de crianças e adolescentes".

Por meio da Agência Nacional de Turismo do Brasil, Embratur, o Ministério do Turismo vai formalizar uma reclamação junto à Adidas pela associação que a empresa fez de símbolos nacionais com desenhos de conotação sexual.

Em nota de esclarecimento, a Adidas afirma que "acompanha de perto a opinião dos consumidores e parceiros, e em resposta aos seus comentários anuncia que os produtos em questão não mais serão comercializados pela marca".

A companhia ressaltou ainda que trava-se de uma edição limitada e que estaria disponível para venda apenas nos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.