Marfrig busca R$1,1 bilhão com oferta de ações

A empresa de alimentos divulgou resultados financeiros do terceiro trimestre, com lucro líquido de R$10,4 milhões

Reuters |

Reuters

A Marfrig espera obter cerca de R$1,1 bilhão com uma oferta pública primária de ações, em um momento no qual busca fortalecer sua estrutura de capital, anunciou a empresa de alimentos nesta quarta-feira.

Marfrig tem lucro líquido de R$10,4 milhões no terceiro trimestre

A companhia informou já ter apresentado pedido de análise prévia para o registro de oferta pública à Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Não foi informado o total de ações a serem emitidas para a oferta nem um cronograma, mas a companhia estima obter com a oferta aproximadamente R$1,1 bilhão.

Segundo fato relevante, a MMS Participações, controladora da Marfrig, manifestou a possibilidade de subscrever ações no âmbito da oferta primária, ao passo que o BNDESPar, braço de investimentos do banco estatal de fomento BNDES, "está analisando a possibilidade" de participar da oferta.

O BNDESPar possui 13,94% do capital da Marfrig.

Serão feitos esforços de colocação no exterior junto a investidores institucionais.

"Os recursos a serem obtidos com a oferta serão utilizados para fortalecer a estrutura de capital da companhia", de acordo com comunicado.

Na terça-feira, as ações da empresa despencaram quase 10% após notícias de que poderia realizar uma oferta de ações.

No final de setembro, a assessoria de imprensa da Marfrig havia negado rumores de que estaria preparando uma oferta de ações.

Ainda nesta quarta-feira, a companhia anunciou a convocação de assembleia geral extraordinária, para 8 de novembro, a fim de aprovar o aumento do limite de seu capital autorizado, de 500 milhões de ações ordinárias para 630 milhões de papéis.

A empresa de alimentos divulgou mais cedo seus resultados financeiros do terceiro trimestre, com lucro líquido de R$10,4 milhões, revertendo prejuízo de um ano antes.

Logo após a abertura do mercado, as ações da Marfrig registraram queda de mais de 5 por cento na Bovespa.

Às 10h35, o papel recuava 4,69%, a R$9,96, enquanto o Ibovespa tinha queda de 0,07%. Na mínima, o papel chegou a ser cotado a R$9,81.

Leia tudo sobre: MANCHETESCOMMODSMARFRIGOFERTALEGAL

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG