União Europeia deve impor objeções à oferta da UPS pela TNT

Comissão Europeia está analisando a operação de 5,2 bilhões de euros e deve enviar um comunicado com objeções ou penalidades

Reuters |

Reuters

Reguladores antitruste da União Europeia irão comunicar na próxima semana à United Parcel Service (UPS) que sua oferta pela TNT Express é anticompetitiva, afirmou uma pessoa próxima ao assunto nesta quarta-feira, aumentando a pressão para que a companhia norte-americana ofereça concessões.

A Comissão Europeia, que está analisando a operação de 5,2 bilhões de euros, apresentará suas preocupações em uma reunião com representantes da UPS antes de enviar um comunicado com objeções ou penalidades, afirmou a fonte.

Segundo a fonte, a UPS não ofereceu até agora nenhuma concessão, aguardando as ponderações do órgão da UE.

A UPS pode ter dificuldades para encontrar concessões que diminuam as preocupações dos reguladores quanto ao negócio, o maior nos seus 105 anos de existência, afirmou o analista Andre Mulder, da Kepler.

"Achamos que aumentou a probabilidade de a aquisição ser cancelada", disse ele.

A Comissão teme que a operação reduza o número de representantes no mercado, fazendo com que a nova empresa formada tenha como concorrentes apenas a DHL e o FedEx.

Leia tudo sobre: NEGOCIOSEMPRESASUPSTNTOFERTALEGAL

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG