Brasileiros esperam mais fusões e aquisições, diz E&Y

Áreas de infraestrutura e bens de consumo são destaque, de acordo com a consultoria

Agência Estado |

Agência Estado

A expectativa dos brasileiros de fazer uma operação de fusão ou aquisição nos próximos 12 meses saltou para 42% em outubro, depois de apontar 23% em abril. As áreas de infraestrutura e bens de consumo destacam-se, de acordo com pesquisa da Ernst & Young. No mundo, a média está em 25%, o índice mais baixo desde 2009, conforme a E&Y.

O levantamento da consultoria aponta que a maioria dos executivos brasileiros acredita que a situação da economia no País está melhorando. O índice atual é de 67%, contra 49% seis meses atrás. Já a intenção de criação de empregos, de 45%, permanece estável.

O estudo Global Capital Confidence Barometer, com cerca de 1,5 mil executivos entrevistados em cargo de chefia, dos quais 52 brasileiros, foi realizado em 41 países entre agosto e setembro. Na média mundial, a intenção de gerar vagas é bem menor, de 28% atualmente, contra 41% há seis meses.

De acordo com o sócio de Transações da Ernst & Young Terco, Sérgio Almeida, o Brasil aparece em quarto lugar no ranking dos melhores para se investir na pesquisa. Da parte dos brasileiros, China, Estados Unidos, México, Índia e Colômbia são considerados os melhores países para investimentos.


Leia tudo sobre: ernst & youngfusãoaquisição

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG