Rumo quer ampliar leque de produtos transportados

Companhia planeja diversificar suas operações aproveitando as oportunidades criadas pelo pacote para ferrovias anunciado recentemente pelo governo

Agência Estado |

Agência Estado

A Rumo Logística, braço logístico do grupo Cosan, deve diversificar suas operações aproveitando as oportunidades criadas pelo pacote para ferrovias anunciado recentemente pelo governo, afirmou o presidente da empresa, Julio Fontana.

Segundo o executivo, a Rumo atualmente transporta apenas açúcar, mas estuda ampliar o leque de produtos transportados, agregando também commodities não agrícolas. O açúcar transportado pela empresa utiliza a infraestrutura de ferrovias da ALL, ligando o interior de São Paulo até os portos. A Rumo possui infraestrutura portuária para armazenagem e elevação de açúcar em Santos.

O transporte de outras commodities se daria através de uma operação fora do acordo com a ALL, disse Fontana. “Uma das alternativas seria a Rumo operar sua própria concessão ferroviária”, explicou o presidente da empresa, lembrando que a Rumo ainda precisa analisar o detalhamento do pacote ferroviário para tomar decisões, o que é esperado para os próximos seis meses.

Uma coisa é certa para o executivo, contudo: o transporte de novas commodities virá junto com investimentos em novas operações portuárias. “Não adianta investirmos em vagões e linhas férreas de ponta se não tivermos uma boa solução portuária. Estamos olhando tudo”, disse. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: EconomiaempresaslogísticaRumo

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG