Demanda doméstica de passageiros cresce 6,72%, diz Anac

Segundo a Anac, trata-se do maior nível, em números absolutos, de demanda e oferta para o mês de agosto desde o início da série do órgão regulador, em 2000

Agência Estado |

Agência Estado

A demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros aumentou 6,72% em agosto na comparação com o mesmo mês de 2011, informou nesta terça-feira a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No mesmo período, a oferta teve alta de 0,6%, interrompendo uma série de crescimento superior a 10% registrada nos meses de agosto dos últimos cinco anos - 13,44% em agosto de 2011; 19,22% em agosto de 2010; 19,69% em agosto de 2009; 10,10% em agosto de 2008; e 21,86% em agosto de 2007.

Ainda assim, segundo a Anac, trata-se do maior nível, em números absolutos, de demanda e oferta para o mês de agosto desde o início da série do órgão regulador, em 2000. No acumulado de janeiro a agosto, a demanda doméstica de passageiros aumentou 7,26% em relação ao mesmo período de 2011, e a oferta cresceu 6,51%.

No mercado de transporte aéreo internacional de passageiros, a demanda das empresas aéreas brasileiras caiu 2,65% em agosto na comparação com o mesmo mês de 2011, e a oferta diminuiu 3,77%. No acumulado de janeiro a agosto desde ano, a demanda no transporte internacional aumentou 0,18%, e a oferta teve redução de 2,05%.

Entre as seis empresas aéreas avaliadas (com participação no mercado doméstico superior a 1%), Avianca teve a maior taxa de crescimento da demanda doméstica, com 53,12%, seguida por Trip, com 45,77%. TAM teve alta de 12,58% na demanda doméstica e queda de 2,02% na demanda internacional. Gol teve queda de 6,32% na demanda doméstica e alta de 4,60% na demanda internacional.

A TAM liderou o mercado doméstico em agosto, com participação de 40,55%, seguida pela Gol, com 34,14%. Em agosto do ano passado, a Gol tinha 38,89%, e a TAM, 38,45%. De janeiro a agosto desde ano, a participação das duas empresas chegou a 74%, sendo 40,08% para TAM e 33,93% para Gol.

Entre as menores empresas, a taxa de participação em agosto foi de 25,3%. Avianca registrou participação de 5,10%, e Trip, de 4,69%.

A taxa de ocupação nos voos domésticos chegou a 72,83% em agosto, ante 68,65% no mesmo mês de 2011. Foi o melhor resultado para o mês de agosto desde o início da série da Anac, em 2000. De janeiro a agosto, a taxa foi de 71,58%. No mês passado, as maiores taxas de ocupação foram alcançadas por Azul, com 75,14%, e Avianca, com 74,57%.

Leia tudo sobre: ECONOMIAaviaçãoempresas

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG