Na comparação com outras gigantes de tecnologia, companhia supera soma de Google, Intel, Facebook, HP e outras; veja infográfico

A Apple parece não ter rivais que ameacem seu posto de maior empresa do mundo em valor de mercado . Na semana passada, a soma do preço de todas as ações da companhia passou dos US$ 630 bilhões, aumentando a distância para a segunda colocada, a Exxon Mobil, que vale por volta de US$ 400 bilhões. Na comparação com outras gigantes de tecnologia, ela é maior que a soma de Google, Facebook, Intel, HP, Amazon, eBay, Yahoo, Dell, AOL e Groupon.

A atual cotação das ações da Apple fazem dela a empresa com maior valor de mercado da história. A marca foi atingida em agosto , após a companhia superar o recorde anterior da rival Microsoft, que chegou a valer US$ 616 bilhões no final de 1999, antes do estouro da bolha da internet, mas agora é avaliada em US$ 254 bilhões.

Pode parecer algo fora da realidade, mas o valor de mercado normalmente reflete os resultados das companhias. Por exemplo: a Apple vale aproximadamente três vezes mais que o Google (veja no infográfico), enquanto seu lucro no último trimestre (US$ 8,8 bilhões) também foi mais ou menos três vezes maior que o do Google (US$ 2,8 bilhões).

Veja quantas gigantes corporativas "cabem" dentro da Apple.

Desde que as bolsas começaram a se recuperar da turbulência de 2008, os papéis da Apple acumulam uma alta histórica. A valorização da companhia foi ainda mais intensa no último ano , quando foi comandada por Tim Cook, substituto do fundador Steve Jobs. No primeiro ano com o novo presidente, a empresa se valorizou nada menos que 76,3%.

Mas especialistas do mercado avaliam que os principais desafios do executivo estão reservados para o próximo ano. Até agora, os produtos lançados haviam sido planejados na gestão Jobs (como o iPhone 4S), ou não trouxeram grandes novidades (como o novo iPad). Agora, com a briga pelo mercado de smartphones cada vez mais acirrrada, as inovações serão de total responsabilidade de Cook. 

Ainda assim, o consenso entre os analistas, segundo o sistema da bolsa eletrônica Nasdaq, é recomendar a compra das ações da Apple. Ou seja, eles acreditam que as cotações devem subir ainda mais. Atualmente, uma ação da companhia vale por volta de US$ 660, e o banco de investimentos Jefferies recentemente elevou o preço-alvo do papel para US$ 900. Se algo próximo disso acontecesse, a gigante californiana quebraria – mais um vez – todos os recordes do mercado.

- Acompanhe a evolução das empresas na bolsa através do iG Mercados


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.