Brasil coloca 32 empresas na lista das maiores da "Forbes"

Americana Exxon Mobil é a primeira colocada do ranking. Entre as brasileiras, Petrobras é a melhor colocada, na 10ª posição

EFE |

O índice Forbes Global 2000, que avalia as maiores empresas do mundo, colocou 32 brasileiras no ranking, entre elas a Petrobras, que ocupa a 10ª posição na lista liderada pela americana Exxon Mobil. Foram citadas mais de 60 empresas latino-americanas.

Veja também: Os melhores colocados na edição passada do ranking

A Petrobras obteve o maior destaque entre elas, com ativos avaliados em US$ 319 bilhões, e um valor de mercado de US$ 180 bilhões, que a colocou entre as dez maiores do mundo. Entre os cem primeiros lugares também estão Itaú Unibanco Holding, Banco Bradesco, Banco do Brasil e Vale.

Após o Brasil, com 32 empresas na lista, o México é o país da América Latina com a maior participação no ranking (incluindo a gigante das telecomunicações América Móvil na 112ª posição global), seguido por Chile, Colômbia, Peru, Panamá e Venezuela.

Com US$ 433 bilhões de dólares em vendas e um valor de mercado de US$ 407,4 bilhões, a companhia petrolífera americana Exxon Mobil lidera o ranking que tinha sido dominado nos últimos anos pelo banco JPMorgan Chase, relegado a um segundo lugar na frente do conglomerado General Electric (3), da companhia petrolífera anglo-holandesa Royal Dutch Shell (4) e do banco chinês ICBC (5).

O ranking das dez maiores também conta com a gigante financeira britânica HSBC (6), a energética chinesa PetroChina (7), o grupo Berkshire Hathaway (8), do investidor americano Warren Buffet, o banco Wells Fargo (9), e finalmente a Petrobras (10).

As companhias que figuram na lista Forbes Global 2000 deste ano acumulam uma receita de US$ 36 trilhões de dólares (11% a mais que há um ano), lucro de US$ 2,6 trilhões (12% a mais), ativos de US$ 149 trilhões (8% a mais) e um valor de mercado conjunto de US$ 37 trilhões (0,5% a menos).

O setor financeiro, com 478 representantes, e o petroleiro, com 131, lideram a nona edição do cobiçado ranking da revista, onde aparecem duas mil empresas classificadas a partir de quatro variáveis (vendas, lucro, ativos e valor de mercado) e que empregam 83 milhões de pessoas no mundo todo.

A lista da Forbes confirma o bom momento da Apple, pela primeira vez no mais alto ranking de empresas com maior valor de mercado (US$ 546 bilhões), enquanto Royal Dutch Shell lidera em vendas (US$ 470 bilhões), a Exxon Mobil lidera em lucro (US$ 41,1 bilhões) e a hipotecária Fannie Mae em ativos (US$ 3,2 trilhões).

Este ano, a lista possui empresas procedentes de 66 países, quatro a mais que no ano anterior, e é dominada novamente pelos EUA (524) e Japão (258), que perderam 14 postos com relação a 2011, enquanto a China continua cortando distâncias graças a seus bancos e suas empresas energéticas que lhe concederam o terceiro lugar com 136 representantes.

Por regiões geográficas, a Ásia-Pacífico se situa no quinto ano consecutivo no topo, com 733 empresas, 32 a mais que no ano passado; seguida pela Europa, Oriente Médio e África, que apresentam 605 companhias, seis a menos que há um ano; Estados Unidos, com 12 a menos que em 2011, e as Américas, com 145.

Leia tudo sobre: EUAEMPRESASforbespetrobras

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG