Oito empresas brasileiras, incluindo grupos como Votorantim, Copersucar e Bunge, devem assinar na próxima semana contrato para criação de uma empresa de propósito específico (EPE) que atuará em pesquisas para o desenvolvimento de etanol de celulose. A informação é do diretor titular do Departamento de Agronegócio da Fiesp, Benedito da Silva Ferreira.

A entidade atua como facilitadora na constituição da nova empresa, que contará também com a participação da Embrapa.

"Será uma empresa privada, com a possibilidade, até mesmo, de lançar ações em mercado quando a conjuntura econômica estiver mais favorável", afirmou Ferreira. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.