Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Empresas de construção podem pedir ajuda ao governo americano

Washington - Algumas das maiores empresas de construção nos Estados Unidos buscam ajuda do governo, ao mesmo tempo em que amadurecem quantidades enormes de dívida sobre bens imobiliários comerciais, afirma nesta segunda-feira o jornal The Wall Street Journal.

EFE |

O setor, segundo o periódico, quer ser incluído no novo programa de empréstimos, no valor de US$ 200 bilhões, criado inicialmente pelo governo para sustentar o mercado de empréstimos estudantis, créditos para a compra de veículos e a dívida em cartões de crédito.

"A indústria (da construção) adverte de que milhares de complexos de escritórios, hotéis, shoppings e outros edifícios comerciais que se encaminham à moratória, as execuções hipotecárias e as falências endividam US$ 530 bilhões em hipotecas que deveriam ser refinanciadas nos próximos três anos", afirma a reportagem.

Os construtores, segundo o "Wall Street Journal", "afirmam que isto apresenta outra grande ameaça para o já fragilizado sistema financeiro global".

"Em carta recente a (o secretário do Tesouro), Henry Paulson, assinada por vários grêmios de bens imobiliários, o cenário foi descrito como tenebroso", acrescentou o jornal.

Leia mais sobre construção civil

Leia tudo sobre: construção civil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG