Nova York, 31 mar (EFE).- As empresas americanas eliminaram 23 mil postos de trabalho em março, o número mais baixo desde fevereiro de 2008, mas que representa 26 meses consecutivos de destruição de emprego nos Estados Unidos, informou hoje um relatório do instituto Automatic Data Processing (ADP).

Nova York, 31 mar (EFE).- As empresas americanas eliminaram 23 mil postos de trabalho em março, o número mais baixo desde fevereiro de 2008, mas que representa 26 meses consecutivos de destruição de emprego nos Estados Unidos, informou hoje um relatório do instituto Automatic Data Processing (ADP). A ADP indicou que os postos de trabalho não incluídos no setor agrícola caíram em 23 mil neste mês que termina hoje. Além disso, o relatório ressaltou que "a falta de melhora no emprego nesse período é coerente com a pausa inicial no desemprego registrado durante o inverno" (verão no Hemisfério Sul). Segundo o documento, os números divulgados não incluem as contratações realizadas em nível federal durante março para a elaboração do Censo 2010 dos Estados Unidos, nem o impacto que tiveram sobre o emprego as más condições meteorológicas registradas no país. "Por esses motivos, é razoável esperar que os números de emprego sejam melhores que os deste relatório", acrescentou o instituto. Além disso, ele também forneceu uma correção para cima de seus dados de perda de emprego de fevereiro, que passaram de 20 mil para 24 mil. O documento elaborado pela ADP assinala que o setor privado não-agrícola criou 28 mil empregos, o que significa o segundo mês positivo, mas também ressalta que esse crescimento não compensa as perdas de empregos registradas no setor manufatureiro e de construção. No setor de produção de bens, foram registrados 51 mil novos desempregados, dos quais 9 mil corresponderam ao setor manufatureiro. As grandes empresas (com 500 ou mais funcionários) perderam 7 mil empregos, as médias (entre 50 e 499 funcionários) eliminaram 4 mil vagas e as pequenas (com menos de 50 funcionários) registraram baixa de 12 mil, constatam os dados da ADP. Em março, o setor de construção eliminou 43 mil vagas, a menor queda registrada desde julho de 2008 e apenas 1 mil a menos que em fevereiro anterior, quando houve perda de 44 mil vagas no setor. No setor de serviços financeiros, foram eliminados 8 mil postos de trabalho. A ADP e a Macroeconomic Advisers elaboram esse relatório mensal sobre a situação do emprego no setor privado americano com base na relação de funcionários que preparam para mais de 360 mil empresas, as quais empregam mais de 22 milhões de pessoas. EFE emm/sa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.