Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Empresário nacional está entre os mais otimistas

A confiança das empresas está em queda no mundo todo, exceto nos países emergentes, incluindo o Brasil. O País é hoje o quarto mais otimista do mundo e só perde em confiança para Índia, Botswana e Filipinas.

Agência Estado |

Foram pesquisadas 7 mil empresas de capital fechado em 36 países. Os resultados do estudo internacional, realizado pela empresa de auditoria e consultoria Grant Thornton International, serão divulgados nesta segunda-feira em Londres.

Segundo o estudo, em 2008 o índice de otimismo no mundo caiu 56% ante o ano anterior, passando de 40% para -16%. O índice de confiança entre as empresas brasileiras é de 50%, o que coloca o País entre o quarto mais confiante, atrás da Índia (83%), Botswana (81%) e Filipinas (65%). Os países em que as empresas estão mais pessimistas com o cenário econômico são Japão (-85%) e Espanha (-65%).

Em termos de regiões globais, a União Europeia aparece como a mais pessimista (-38%). A América Latina registrou 11% e a Ásia, 39%. Apesar de positivos, os índices são inferiores aos de 2007.

Há ainda localidades onde a mudança de humor foi drástica. Hong Kong saiu de um índice de otimismo de 81% em 2007 para -49% em 2008. A forte presença do setor financeiro em Hong Kong, duramente afetado pela crise econômica, explica a queda na confiança dos empresários locais. O estudo é realizado desde 2003.

"A pesquisa mostra clara polarização. De um lado, os emergentes mais otimistas e de outro, os países ricos muito menos confiantes", diz Mauro Terepins, presidente da Terco Grant Thornton, subsidiária no Brasil da Grant International. "Os Estados Unidos, por exemplo, mostram índice de -34% de pessimismo, enquanto a China mostra 30% de confiança" exemplifica. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia mais sobre confiança

Leia tudo sobre: confiança

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG