Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Empresa panamenha leva três blocos na Bacia de Sergipe-Alagoas

RIO - A empresa Synergy, sediada no Panamá, ficou com três dos nove blocos arrematados na Bacia de Sergipe-Alagoas na 10ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A companhia acabou com os blocos SEAL-T-239, SEAL-T-251 e SEAL-T-262, com bônus máximo de R$ 529,3 mil pelo SEAL-T-262.

Valor Online |

No total, a Bacia de Sergipe-Alagoas arrecadou R$ 8,328 milhões em bônus de assinatura, aumentando o total da 10ª Rodada para R$ 58,756 milhões. Juntas, as empresas que arremataram lotes nesta bacia, que teve 44 blocos oferecidos, se comprometeram a investir R$ 35,716 milhões.

A Petrobras arrematou outros três blocos, o SEAL-T-240, o SEAL-T-252 e o SEAL-T-253, com bônus que variaram entre R$ 530,6 mil e R$ 3,201 milhões. A colombiana IST ficou com o SEAL-T-187, arrematado por R$ 183,3 mil, enquanto as brasileiras Severo Villares e Nord Oil ficaram, respectivamente, com os blocos SEAL-T-229, por R$ 495,6 mil, e SEAL-T-263, por R$ 650 mil.

A 10ª Rodada de Licitações oferece o total de 130 blocos em sete bacias sedimentares, todas em terra.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG