Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Empresa não tem intenção de demitir, diz Agnelli

O presidente da Vale, Roger Agnelli, disse ontem que a mineradora não tem intenção de demitir funcionários. Depois de encontrar-se com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, Agnelli afirmou que a proposta de licença remunerada feita pela Vale aos sindicatos de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul tem o objetivo de manter o nível de emprego.

Agência Estado |

O presidente da Vale mostrou confiança de que até abril a situação da economia se tornará mais clara e haverá melhoras no segundo semestre. Ele elogiou as medidas adotadas pelo governo, como o reforço de R$ 100 bilhões no caixa do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e o corte de 1 ponto porcentual na taxa básica de juros. Mas afirmou, após o encontro com Mantega, que não pediu nada ao governo.

Segundo ele, a proposta feita aos sindicatos é de reduzir os salários em 50%, com a manutenção dos direitos trabalhistas. Esta medida, no entendimento de Agnelli, é temporária e será adotada somente neste período de turbulência. "Não queremos demitir. Não temos intenção de demitir", reiterou.

Roger Agnelli não soube dizer quantos empregados da Vale serão colocados em licença, pois isso depende da negociação com os trabalhadores. De acordo com ele, os sindicatos dos dois Estados, com exceção do de Itabira (MG), concordaram com a proposta. Ele ressaltou, no entanto, que não é intenção da Vale colocar todos os funcionários em disponibilidade.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG