Bruxelas, 28 jun (EFE).- A zona do euro pode ter freado sua recuperação durante o segundo trimestre do ano, de acordo com a entidade privada americana The Conference Board, cujo índice para os países da moeda única caiu 0,5% em maio, para 109,7 pontos.

Bruxelas, 28 jun (EFE).- A zona do euro pode ter freado sua recuperação durante o segundo trimestre do ano, de acordo com a entidade privada americana The Conference Board, cujo índice para os países da moeda única caiu 0,5% em maio, para 109,7 pontos. A queda - a primeira em 14 meses e depois de altas de 0,8% em abril e de 1,2% em março - "sugere que a recuperação do crescimento econômico pode ter chegado a seu máximo durante o segundo trimestre", disse Jean-Claude Manini, economista-chefe para a Europa da entidade. "É cedo demais para dizer se a recente melhora na economia se manterá com firmeza no curto prazo", advertiu. Por isso, ele acredita que o emprego "pode sofrer" de acordo com a evolução da situação. "Os efeitos da redução do déficit serão notados principalmente em 2011", acrescentou. Apesar da queda de maio, o índice LEI para a zona do euro se manteve estável em 14,9%, acima do nível de março de 2009. O índice é formado por oito indicadores econômicos diferentes. EFE rcf/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.