Tamanho do texto

Além de correr o risco de perder a Faculdade Batista de Vitória (Fabavi), Ricardo Mansur pode enfrentar outros problemas com a Justiça. José Carlos Etrusco, síndico da massa falida da Barnett, holding das empresas de Mansur, pediu à Justiça que o empresário seja convocado para interrogatório.

Além de correr o risco de perder a Faculdade Batista de Vitória (Fabavi), Ricardo Mansur pode enfrentar outros problemas com a Justiça. José Carlos Etrusco, síndico da massa falida da Barnett, holding das empresas de Mansur, pediu à Justiça que o empresário seja convocado para interrogatório. Etrusco quer que a Justiça questione o empresário sobre a compra de duas usinas de açúcar e álcool na região de Ribeirão Preto - a Galo Bravo, na própria cidade de Ribeirão, e a Destilaria Pignata, na vizinha Sertãozinho - e da Fabavi. Etrusco quer que Mansur explique como tem dinheiro para comprar empresas, se não paga suas dívidas. Só a Barnett deixou um calote de cerca de R$ 500 milhões na praça. Mappin, Mesbla e o banco Crefisul, outras empresas controladas por Mansur, deixaram dívidas ainda maiores.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.