Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emprego na indústria brasileira recupera-se em janeiro

SÃO PAULO (Reuters) - O emprego na indústria brasileira cresceu 0,3 por cento em janeiro ante dezembro (com ajuste sazonal), revertendo o declínio de 0,6 por cento do último mês de 2009, divulgou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice de média móvel trimestral manteve a trajetória ascendente iniciada em agosto do ano passado ao registrar acréscimo de 0,3 por cento entre os trimestres encerrados em dezembro e janeiro, também na série com ajuste sazonal.

Reuters |

Na comparação com janeiro de 2009, o emprego no setor fabril abriu o ano com declínio 1,1 por cento. Foi, contudo, a menor queda desde dezembro de 2008. Nos acumulado nos últimos doze meses, houve recuo de 5,1 por cento.

Os dados do IBGE mostraram que houve recuo no emprego industrial em 13 dos 18 setores no confronto entre janeiro de 2010 e janeiro de 2009, com destaque para os ramos de madeira, com queda de 13,8 por cento; vestuário com declínio de 4,3 por cento; e meios de transporte, com baixa de 4 por cento.

Entre os que registraram expansão, papel e gráfica (8,8 por cento) respondeu pela principal pressão positiva.

Por região, houve redução no pessoal ocupado em dez dos 14 locais pesquisados em relação a janeiro de 2009, com destaque para Minas Gerais (-4,2 por cento) e região Norte e Centro-Oeste (-3,0 por cento). As áreas que ampliaram o pessoal ocupado foram região Nordeste (2,0 por cento), Ceará (6,0 por cento), Pernambuco (3,4 por cento) e Bahia (2,9 por cento).

A folha de pagamento real cresceu 5,9 por cento em relação a dezembro, após ter acumulado perdas de 4 por cento nos últimos dois meses de 2009. No confronto com janeiro de 2009, houve crescimento de 2,4 por cento, interrompendo sequência de dez meses de perdas.

O número de horas pagas recuou 0,3 por cento na comparação com dezembro, após sete meses sem registrar queda, período em que acumulou ganho de 3,4 por cento. Frente a igual mês do ano anterior, tal indicador diminuiu 0,2 por cento frente ao mesmo mês no ano anterior, a menor perda desde outubro de 2008.

(Por Paula Laier)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG